Sustentabilidade: Canteiro de ações sustentáveis

Iniciativas em obra da MBigucci comprovam que é possível construir, preservando o meio ambiente

Quem passa pela Rua Francisco Hurtado, esquina com a Rua Rosa de Morais, no Bairro Nova Saúde, em São Paulo, logo vê, pelos tapumes, máquinas e placas, que ali está sendo construída mais uma obra da MBigucci: o Piemonte Residencial. Mas o que as pessoas não sabem é que atrás dos tapumes há um verdadeiro canteiro de ideias e ações em favor do meio ambiente. “A obra do Piemonte se tornou nossa ‘menina dos olhos’ para sustentabilidade, assim como foi no ano de 2008, com condomínio Nova Santo André II, na cidade de Santo André. Transformamos a obra em um modelo para a sustentabilidade”, explicou o diretor-técnico Milton Bigucci Junior.  No Piemonte estão sendo desenvolvidas iniciativas, algumas inovadoras, para economia de água, de energia elétrica e para redução, reaproveitamento e reciclagem de resíduos. Confira:

Reúso de água pluvial – Captação da água da chuva, por meio de um sistema de calhas no telhado da área de vivência do canteiro (escritório, refeitório e vestiários). A água é armazenada em um reservatório no solo e depois é bombeada para a caixa de reúso, localizada no telhado. Essa água da chuva é utilizada nas descargas dos vasos sanitários e também para limpeza geral da obra, lavagem de equipamentos, lavagem da roda de caminhões, entre outros. Estima-se uma economia de 30% de água potável.


Bomba carneiro hidráulico – Diferente das bombas convencionais que usam eletricidade, a bomba carneiro usa a pressão do ar para bombear a água do reservatório inferior para caixa d’água superior, o que garante 100% de economia de energia elétrica nessa operação. A iniciativa é pioneira nas obras da construtora.


Reaproveitamento de materiais – Para construir o canteiro de obras do Piemonte, muitos dos materiais foram reaproveitados de outros canteiros desativados como madeira, telhas, tapumes, estrutura.

Redução de resíduos – A obra, desde o se início tem metas estipuladas para a redução de geração de resíduos, como: madeira, gesso e entulho.

Reciclagem de resíduos – As sobras de madeira, gesso e entulho são acondicionadas em baias específicas e enviadas para empresas recicladoras. Como destinação final, a madeira é transformada em biomassa para combustível, o gesso é reaproveitado na fabricação de cimento e o entulho transformado em agregados para a construção. Papel, plástico e metal também são coletados e enviados à reciclagem.

Iluminação natural – Nos telhados do escritório da engenharia, do refeitório e do vestiário dos colaboradores foram intercaladas telhas transparentes, a cada duas telhas convencionais. O escritório também recebeu uma parede de vidro, que proporciona excelente iluminação natural e visão da obra. Durante o dia, no verão, é possível uma economia de 90% no uso de lâmpadas.

Compra de materiais – Os fornecedores de materiais para a MBigucci passam por uma qualificação rigorosa do Departamento de Suprimentos, exigindo licenças e documentos ambientais que comprovem que os materiais utilizados na obra seguem normas, padrões e ações que não agridam o meio ambiente. Entre os materiais envolvidos nesse processo estão: cimento, areia, cal, concreto, madeira, aço, granito, pedras, tintas, entre outros.

Produtos Químicos – Para prevenir qualquer contaminação do solo, os produtos químicos como solventes, utilizados na obra são acondicionados em baias específicas de contenção a fim de conter possíveis vazamentos.

Big Vida
Criado há cerca de 10 anos pela MBigucci, o Big Vida é um Programa de Responsabilidade Ambiental pelo qual a construtora desenvolve uma série de ações nas obras e nos escritórios em favor da preservação do meio ambiente. O programa está em constante aperfeiçoamento e inovação, com a incorporação de novos sistemas, técnicas e equipamentos que venham agregar aos resultados positivos já alcançados pelo Big Vida.

Matéria tirada da Revista MBigucci News – Ed. 65

2 Comments on “Sustentabilidade: Canteiro de ações sustentáveis”

  1. Boa tarde,
    Gostaria de obter mais informações sobre o funcionamento deste carneiro hidráulico no contexto da obra. Ele serve para bombear a água da chuva captada para os tanques de reaproveitamento?
    Grato desde já pela atenção.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *