Pensando em morar em Ipiranga? Veja 6 vantagens de residir na região!

morar em Ipiranga

Morar em Ipiranga é se conectar com as origens brasileiras, sem perder o estilo urbano, ao mesmo tempo em que se “abraça” a natureza. Essa parece uma descrição meramente poética, mas apresenta a realidade dos moradores desse bairro elegante e histórico.

Sua nobreza é confirmada pela presença do imperador D. Pedro, em 1822, quando teria pronunciado as famosas palavras: “independência ou morte”. Foi uma época marcada por um forte desejo de libertação, que atravessou quase 200 anos e ainda se faz presente nos ares do bairro Ipiranga.

Quer conhecer um pouco mais sobre esse lugar tão especial? Neste artigo, mostramos as vantagens e as características de ter o Ipiranga como endereço. Acompanhe!

1. Entretenimento

Um bairro antigo, mas com personalidade jovem. Essa é a descrição mais exata do Ipiranga, quando observamos o seu apelo ao entretenimento. São muitas opções de bares, restaurantes, pizzarias e sorveterias. Além disso, o espaço Sesc Ipiranga oferece espetáculos de dança, teatro e música — muitos deles gratuitos. Sem falar das inúmeras outras atividades voltadas para o público infantojuvenil.

Na mesma linha de lazer está o Clube Atlético Ypiranga, que há mais de um século faz a alegria dos moradores. Nele, o sócio e seus acompanhantes aproveitam as piscinas, saunas, academias, quadras de esportes e pista de boliche.

Outra atração incrível é o Aquário de São Paulo, que apresenta espécies marítimas e de rios, como o peixe-boi, o tubarão e o leão marinho. Ao visitar as alas temáticas, encontramos coalas, cangurus e ursos polares.

2. Acesso

A acessibilidade é uma das vantagens de morar em Ipiranga. Como o bairro está localizado entre a zona sul e a leste de São Paulo, fica bem próximo do centro da capital. Além disso, várias rodovias importantes, como Ricardo Jafet, Estado, Juntas Provisórias e Anchieta, passam bem pertinho e levam, por exemplo, ao grande ABC e ao litoral.

Na verdade, a acessibilidade do Ipiranga vem de berço. Como assim? Seu posicionamento estratégico o tornava passagem obrigatória nos tempos do império para aqueles que chegavam no porto de Santos e queriam ir para a capital. Dessa forma, o que era, antigamente, conhecido como “caminho do mar” ou “estrada velha” cortava o atual bairro.

3. Cultura

O ambiente cultural do Ipiranga não se limita ao “grito da Independência”. Pelo contrário, a região é testemunha de muitas mudanças nacionais e cheia de ricas memórias. Por exemplo, em 1895, foi inaugurado o Museu Paulista (nome original) ou do Ipiranga. Seu acervo documenta objetos que datam do século 17 até meados do século 20 — um mergulho cultural.

Podemos apontar, também, o belo monumento à Independência do Brasil, terminado em 1925. Em sua cripta fica a Capela Imperial, que guarda os restos mortais de Dom Pedro I, das imperatrizes D. Leopoldina de Habsburgo e D. Amélia de Leuchtenberg.

Outro exemplo da forte cultura do Ipiranga são os jardins franceses do Museu do Ipiranga, que começaram a ser plantados em 1907. O belo design de época foi inspirado em clássicos jardins, como os do palácio de Versalhes, na França. Além das belezas naturais projetadas nas artes neoclássicas, há 100 chafarizes cuidadosamente instalados nesse espaço.

4. Mobilidade

Não é difícil se locomover pelo bairro. As vias são planas e algumas delas têm ciclovias, como é o caso da Avenida Nazaré, das ruas Santa Cruz, Monte Alverne e Dona Leopoldina. Para os que preferem andar de metrô, existem três linhas que atravessam a estação Alto do Ipiranga e facilitam a chegada na zona leste e na Avenida Paulista.

Outra opção são as linhas da Companhia Paulista de Trens Metropolitanos (CPTM). Por exemplo, os trajetos conhecidos como Ipiranga e Tamanduateí fazem a conexão do bairro com inúmeros locais do ABC paulista. Há, também, várias linhas de ônibus que cortam as ruas do bairro.

5. Educação

É um privilégio para os moradores do Ipiranga ter nas proximidades muitas instituições educacionais de qualidade. Uma delas é a Escola Estadual Seminário Nossa Senhora da Glória que, desde 1827, instrui os jovens do bairro. Podemos citar, ainda, colégios privados como o Dom Pedro e o Internacional.

Já o ensino superior é muito bem representado pelo campus Ipiranga da Pontifícia Universidade Católica de São Paulo (PUC), localizado na Avenida Nazaré. Nessa mesma via encontra-se a universidade privada São Camilo.

6. Custo-benefício

Tantas vantagens fazem do Ipiranga um bairro muito valorizado de São Paulo. Sendo assim, o forte comércio — que inclui padarias, supermercados e lojas de vários segmentos —, a infraestrutura das ruas, os serviços urbanos básicos de qualidade e a segurança compensam muito o capital injetado na compra de um imóvel no bairro.

Sem falar dos bons hospitais, como o Ipiranga e o Dom Alvarenga, e dos parques arborizados da Aclimação e da Independência — redutos que convidam à prática de exercícios físicos, a uma boa leitura ou a um simples momento de descanso.

A prova de que vale a pena investir no Ipiranga veio por meio do último “Atlas do Desenvolvimento Humano do Brasil”. Nesse estudo, o bairro registrou um índice de desenvolvimento humano (IDH) de 0,876 (faixa considerada muito alta). Outras boas notas vieram nos quesitos educação, renda e longevidade. Só para termos uma ideia, uma criança, ao nascer no Ipiranga, tem uma expectativa de vida de 80 anos.

7. História

Se a cidade de São Paulo nasceu em 1554, o Ipiranga começou a dar os seus primeiros passos um pouco antes dessa data, quando o explorador português João Ramalho chegou, em 1510. Mas já havia moradores no local: os índios Guaianazes. No entanto, foi só no século 18 que veio a oficialização como bairro paulistano.

Virando as páginas da história, perceberemos como o Ipiranga se transformou com o tempo. Hoje, é um bairro moderno e cheio de atrativos. 

Não há dúvidas de que morar em Ipiranga é a melhor opção para aqueles que desejam estar pertinho das vantagens urbanas, mas sem abrir mão da tranquilidade e da segurança. Em resumo, podemos dizer que esse bairro é um oásis no meio da região metropolitana de São Paulo.

O que achou de nosso artigo? Gostou de conhecer as vantagens de escolher o Ipiranga? Está pensando em viver nesse bairro? Que tal, então, descobrir se é melhor comprar ou alugar?

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *