FOTOS 1

 

Responsabilidade Social e Governança Corporativa foram as maiores pontuações da construtora nos quesitos de avaliação

Pelo 4º ano consecutivo, a construtora e incorporadora MBigucci (www.mbigucci.com.br), com sede em São Bernardo do Campo, está entre “As Melhores Construtoras do Brasil”, na categoria Setor Imobiliário Capital Fechado, segundo anuário “As Melhores da IstoÉ Dinheiro – 2017”.

A MBigucci ficou na primeira colocação nos quesitos Responsabilidade Social e Ambiental e Governança Corporativa, com as maiores pontuações entre as construtoras concorrentes. Os demais critérios de avaliação foram: inovação e qualidade, sustentabilidade financeira e recursos humanos. Com o total de 450,0 pontos, a MBigucci ficou na segunda posição geral em 2017.

“Desta vez batemos na trave por apenas 0,35 atrás da primeira colocada. Ficamos muito orgulhosos em conquistarmos novamente espaço entre as grandes empresas que fazem parte do Ranking da IstoÉ Dinheiro. A MBigucci continua acreditando no Brasil e investindo em nosso setor, gerando empregos e moradia”, destacou o diretor Milton Bigucci Junior, presente no evento de premiação. A MBigucci foi bicampeã da premiação em 2015 e 2014 e ficou em 2º lugar em 2016.

A premiação “As Melhores da IstoÉ Dinheiro 2017” ocorreu dia 14 de setembro, no Espaço Tom Brasil, em São Paulo, com cerca de 500 convidados e as presenças do ministro da Fazenda, Henrique Meirelles; presidente do Banco Central, Ilan Goldfajn; do presidente do Sebrae, Guilherme Afif Domingos; do presidente executivo da Editora Três, Caco Alzugaray; do diretor de núcleo da Editora, Milton Gamez, do diretor editorial da IstoÉ Dinheiro, Carlos José Marques, entre outras autoridades.

FOTOS 2

 

O diretor da Revista IstoÉ Dinheiro, Carlos José Marques, em seu editorial na publicação, mencionou: “No ano passado, as empresas presentes foram homenageadas como autênticas ‘sobreviventes’… Nesta edição, a bandeira da vez projeta quem está comandando e vai continuar a comandar a arrancada… É com lições com essa, de busca de saídas inovadoras que as campeãs da Melhores da Dinheiro chegaram aonde estão. Que suas experiências no minado campo da recessão passada sirvam de aprendizado às demais.”

O ministro da Fazenda, Henrique Meirelles, e o presidente do Banco Central, Ilan Goldfajn, também ressaltaram em seus discursos que as empresas destacadas no ranking são as melhores preparadas para a retomada do Brasil. “Essas empresas são protagonistas de uma economia que está dando certo. Há um ano, o Brasil enfrentava a recessão econômica e uma inflação próxima de 9% em doze meses. Nossa situação econômica só apresentou avanços. Com aumentos de 1% e 0,2% no PIB nos primeiros dois trimestres e uma inflação que passou de 9% em agosto do ano passado para 2,5% este ano”, afirmou Goldfajn.

Entre as empresas premiadas no ranking de 2016 estavam: Ambev, Itaú-Unibanco, Lojas Renner, Aché e outras.