Construtora é a única empresa do setor no País a ter o relatório no nível avançado

A construtora e incorporadora MBigucci acaba de enviar à ONU (Organização das Nações Unidas) seu Relatório de Sustentabilidade – 2018 (ano base 2017). Além de uma apresentação detalhada da empresa, com gráficos comparativos, dados e fotos, a publicação comunica o progresso das ações da construtora com base também nos dez princípios estabelecidos pelo Pacto Global, focados nos Direitos Humanos, Relações do Trabalho, Proteção Ambiental e Combate à Corrupção.
A MBigucci foi uma das primeiras construtoras do Brasil a aderir ao Pacto Global, em 2008, e desde então elabora e apresenta anualmente seu Relatório de Sustentabilidade à ONU. O documento na íntegra fica disponível no site: https://www.unglobalcompact.org/…/Relat%C3%B3rio_Sustentabi… e também na página da MBigucci www.mbigucci.com.br/pactoglobal .
Em 2018, a MBigucci se manteve como a única empresa do setor de Construção/Materiais a ter o relatório qualificado como “nível avançado” no Pacto Global. No total, são 22 empresas brasileiras do setor de Construção que participam deste movimento mundial.
“É um grande orgulho participarmos do Pacto Global da ONU há dez anos, e novamente conquistarmos a qualificação avançada das nossas ações. Continuamos trabalhando muito, em busca da melhoria contínua para oferecer aos nossos clientes habitações de qualidade e preço justo com o menor impacto ambiental, além de ações sociais para nossos colaboradores e comunidade do entorno das obras”, destacou a diretora Roberta Bigucci.
Entre os assuntos detalhados no relatório da MBigucci estão: metas para redução de água, energia e resíduos de obra; destinação de entulho para reciclagem; procedimentos criteriosos para fornecedores; ações de responsabilidade social e ambiental junto aos colaboradores e à comunidade entre outros.

Sobre o Pacto Global – É um importante movimento mundial criado pela ONU, no ano 2000, com objetivo de mobilizar empresas e instituições de diversos setores para que incluam em suas gestões corporativas princípios nas áreas de Direitos Humanos, Relações do Trabalho, Proteção Ambiental e Combate à Corrupção. A adesão ao Pacto é voluntária. São cerca de 12 mil participantes de 160 países. O Brasil é a terceira maior rede do mundo, com mais de 700 empresas signatárias.

 

A imagem pode conter: uma ou mais pessoas, multidão e atividades ao ar livre