Uma grande empresa também é feita de pessoas éticas, detalhistas e muito responsáveis. Assim é a nossa coordenadora de escrita fiscal, Samanta Keli Reis, há 12 anos na MBigucci

Com sorriso e aparência de menina, mas de ética e responsabilidade extremas, Samanta Keli Reis, de 37 anos, entrou na MBigucci como auxiliar de escritório. “Na
época enviei um currículo por indicação de um amigo do meu pai que trabalhou muitos anos na construtora. Quem me entrevistou foi nosso gerente de RH, Marcos Alberto de Oliveira, até hoje na empresa. Em pouco tempo já iniciei no Depto. de Suprimentos”, recorda Samanta. Formada em Administração de Empresas e pós-graduada em Gestão Empresarial, pela FEI, a coordenadora de escrita fiscal também tem o curso de magistério e chegou a fazer vários estágios para dar aulas. “Mas a vida sempre me puxou para a construção.” Samanta trabalhou em uma concreteira antes de vir para a construtora.

“Quando entrei em 2005, a MBigucci estava se mudando para uma sede nova na Av. Senador Vergueiro. Era o prédio que foi vendido para a Justiça Federal e hoje é vizinho da nova sede da construtora”, conta.

 

De auxiliar de escritório, Samanta passou a assistente de suprimentos pleno e senior, supervisora e encarregada de suprimentos senior e hoje é coordenadora de escrita fiscal plena, no Departamento Financeiro da construtora. “Cuido da análise de notas fiscais internas e também dos pagamentos de notas fiscais dos empreiteiros. Além da parte operacional, prezo muito pela ética e pelo bom relacionamento com nossos fornecedores e com os demais colaboradores da empresa. Gosto muito do meu trabalho e do contato com as pessoas. Brinco que o que chega na minha mão eu resolvo, pelo menos 99% dos casos.” Não
é à toa que os colegas de trabalho ressaltam sua extrema paciência, educação e habilidade em negociar.

“Fico muito contente com meu progresso e reconhecimento da empresa. Sou muito grata pela confiança que depositam em meu trabalho, espero que a crise melhore e que o setor e a empresa voltem a crescer. Quanto mais obra, mais empregos para todos”, destaca.
Fora da empresa, Samanta conta que gosta de ficar com a família, além de de ouvir e dançar músicas antigas e românticas. “Quando tiver oportunidade vou procurar
uma escola de dança. É tudo de bom (risos). Gosto também de jogar conversa fora com as pessoas e de dar risada até chorar.”
Há alguns anos, a coordenadora iniciou atividades físicas, para melhorar a qualidade de vida. “Comecei com a academia e hoje faço Pilates, só preciso focar mais a
alimentação”, confessa. Samanta finaliza revelando um grande sonho: “Assim como nossos clientes, também tenho meu sonho de ter a casa própria e construir uma família. Este foi o exemplo que sempre tive em casa e que também vou seguir.”